Investimento com pouco dinheiro: conheça 3 opções

Apesar de sabermos sobre a importância de nos prepararmos para o futuro e de aumentarmos o nosso capital para realizar grandes sonhos, não se pode dizer que investir seja um hábito do brasileiro, mesmo que seja um investimento com pouco dinheiro. Um estudo recente da Anbima (Associação Brasileira das Entidades do Mercados Financeiro e de Capitais) mostrou que apenas 24% da população investe de alguma forma o seu capital.

Agora, se você está disposto a fazer parte desta (ainda) pequena parcela de investidores, deve ter percebido que não são tão amplas as opções para quem quer começar um investimento com pequenos aportes. Isso, porém, não é desculpas para você deixar o seu dinheiro guardado na Poupança, perdendo parte do seu capital para a inflação.

Neste artigo, separamos 3 boas opções de investimento para começar aos poucos e, ao mesmo tempo, diversificando sua carteira de aplicações. Confira!

3 opções para investir com pouco dinheiro

O mercado oferece opções interessantes para quem quer começar um investimento com pouco dinheiro. O ideal é combinar alternativas de maior e de menor risco, de acordo com o seu perfil de investidor e também com o prazo que pode deixar seu dinheiro aplicado. Em alguns casos, bastam R$ 30,00 para começar!

1 – Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional que nasceu em 2002 com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos federais por meio da internet. Ou seja: ele já foi criado pensando em facilitar o processo para quem quer começar a negociar títulos públicos, mesmo que seja um investimento com pouco dinheiro.

É possível fazer aplicações com valores que começam em R$ 30, variando de acordo com os limites mínimos da corretora ou do banco responsável pela custódia dos títulos. Lembrando que você pode fazer a compra também diretamente pelo site do Tesouro Direto.

O rendimento deste investimento está atrelado também à sua categoria. Eles estão divididos em três grandes grupos: Tesouro Selic (ideal para resgates mais rápidos), Tesouro Prefixado (planos de médio e longo prazo – acima de três anos) e Tesouro IPCA (garante o poder de compra).

Valor mínimo de Investimento: 1% da cota cheia do título, desde que o valor não seja inferior a R$ 30.
Onde: Corretoras de Valores, Bancos e Site do Tesouro Direto

2 – CDB

CDB é uma sigla que significa Certificado de Depósito Bancário, ou seja, são títulos emitidos por instituições bancárias. Assim como no Tesouro Direto, você está emprestando o seu dinheiro para depois recebê-lo com juros. Só que neste caso é para um banco e não para o governo.

Há três tipos de títulos de CDB disponíveis: prefixados, pós-fixados e híbridos. A definição depende do tipo de rentabilidade. Como o nome já indica, no CDB prefixado, você sabe exatamente o quanto irá receber quando o título vencer. Já nos pós-fixados, o valor a ser recebido está atrelado a um indexador econômico (como o IPCA) e por isso tende a oscilar. Os títulos híbridos são os menos conhecidos e disponíveis. Eles misturam uma taxa de rentabilidade fixa a uma variável.

O Certificado de Depósito Bancário é um investimento de renda fixa, por isso é considerado de baixo risco e pode ser indicado para investidores mais conservadores.

Valor mínimo de Investimento: Depende do título. A maior parte das opções começa em R$ 500,00.
Onde: Corretoras de Valores ou Bancos

3 – Bitcoin

Nos últimos anos, uma nova opção de investimento com pouco dinheiro começou a se destacar no mercado: os criptoativos. Especialmente por seu alto potencial de rendimento, devido ao seu caráter de risco (assim como o investimento em ações ou em fundos imobiliários).

O Bitcoin é uma criptomoeda, gerada e transacionada unicamente por meio digital. Ele é produzido por milhares de computadores que estão conectados em uma rede que cria, registra e aprova as negociações de forma criptografada e totalmente segura.

Como acontece com qualquer nova tecnologia, especialmente no mercado financeiro, o Bitcoin ainda gera dúvidas sobre o que é e se realmente é uma opção segura. A criptografia é o que garante a tranquilidade dos investidores neste caso. Ela nada mais é do que conjunto de técnicas de proteção de informações, que são codificadas e traduzidas somente pelo emissor e pelo receptor da informação (neste caso, das transações financeiras).

Apesar de seu alto valor unitário, o Bitcoin é fragmentável e por isso pode ser negociado em pequenas parcelas, democratizando o investimento. Com a partir de R$ 30 já é possível comprar uma fração deste criptoativo.

Para comprar a criptomoeda, o primeiro passo é encontrar a plataforma com a qual você irá negociá-la e gerenciá-la. Algumas delas são completamente mobile, permitindo que você acompanhe e movimente o dinheiro de onde quer que esteja. Este é o caso da Obit, que busca e encontra a melhor oportunidade no mercado internacional para os investidores. Em todas as negociações, o aplicativo para Android e iOS identifica a melhor cotação para o usuário.

Valor mínimo de Investimento: R$ 30
Onde: Plataformas e Apps de exchange de criptomoedas, como o Obit.

E qual o melhor caminho para seu investimento com pouco dinheiro?

Neste artigo, oferecemos alguns caminhos para quem quer começar um investimento com pouco dinheiro. Agora, o melhor a seguir é escolher as opções com as quais vai contar para diversificar suas aplicações (com maior e menor risco) e realizar aportes frequentes.

Para aumentar seu capital, não é necessariamente começar com muito, mas ter constância nos aportes e acompanhar tendências e flutuações da economia com certeza ajuda a chegar mais longe, com maior rentabilidade. Que tal começar aos poucos, com uma parcela pequena do seu salário?

Quer saber mais sobre investimento com pouco dinheiro? Fique atento às novidades do Blog da Obit.

Recomendados para você

Deixar um comentário